sábado, 16 de outubro de 2010

Fiz da minha vida um picadeiro


Fiz da minha vida um picadeiro.
Engoli a seco todo fogo que me jogaram,
Tirei pombas da cartola nos tempos de guerra,
Fui domadora de leões, cavalos e éguas.

Andei sobre a corda bamba e sobre o monociclo,
No trapézio, o equilíbrio não foi vencido.
Lancei-me das pernas-de-pau quando foi preciso.
Ri dos malabares perdidos.

Apresentei corretamente a coreografia exigida
da música que não fazia parte da minha vida.
Fiz multidões sorrirem com a tristeza que sentia,
Fingi chorar para lhe fazer feliz.

Conquistei as mais distintas platéias,
Mas não sinto saudades dessa época.
Sou melhor hoje do que era.

[Michelle Lynn - 17/10/2010]

21 comentários:

Lupo disse...

Olá Michelle, tudo bom?

Que bom ter gostado da minha salada musical. Se gosta de Chico Buarque, convído-a para visitar o mais recente post do meu blog "Imperfeições".

Quanto à poesia, adorei o clima e as sensações de prisão e determinismo. Penso que apesar da falta de saudade (que não é sinônimo de arrependimento), tais eventos foram úteis para a "personagem artista da vida" por você tão bem apresentada, pois ajudaram a sua evolução (no meu entendimento, é claro).

Inspiradora essa idéia. Gostei muito!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Que bacana esse texto, Michelle!
A gente é mais feliz qdo é do jeito que é, sem fazer mágica para agradar a platéia e sem montar um circo, só para ouvir o aplauso.
hoje, do circo, vc é a arte!
bjs e bom domingo

Maria Helena disse...

"Fiz multidões sorrirem com a tristeza que sentia"
Minha querida, ao me deparar com um verso assim já percebi que temos uma grande sintonia. Encontrei-me não só no verso citado mas na poesia como um todo. Linda! Profunda! Verdadeira!
Parabéns!
Obrigada pelo carinho da sua visita ao meu blog.
Beijos!

"(H²K) - Hamilton H. Kubo" disse...

Uma poesia circense, que traduz a vida em espétaculo.
Dos malabarismos que temos de fazer, tão simplesmete para se viver.
Ficou perfeito Michelle, além de lindo é claro.
Mas como bem dito, são dias passados, o hoje já é o dia em que se esta mais preparado(a).

Beijos!

Lívia Inácio disse...

Michelle!

Vc não imagina o quão importantes foi esse poema pra mim agora!

É exatamente tudo o que estou sentindo!

Eu precisava ler isso!

lolipop disse...

Minha querida Mi!
Fico tão feliz de vir aqui e ver as pessoas comentando e gostando...não vim antes porque tenho estado doente, hoje só voltei pela blogagem colectiva.
Malabarismos de circo mesmo, que ás vezes fazemos nesta vida...mas estou com o Alé...mais vale rir só com vontade, mesmo sem aplauso.
Linda a sua escolha!
BEIJOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS
TERNURASSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

Flor de Lótus disse...

Oi,Michelle!Muito bacana esse texto, realmente é necessário fazer da nossa vida um picadeiro, se meter em umas frias, sair de cabeça erguida, é preciso ter muito jogo de cintura para sair de umas enrascadas...
Uma ótima semana!
Beijos

Linha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Linha disse...

qts vezes n nos sentimos palhaços em nossas proprias vidas? malabaristas, magicos... dando sempre um jeito de superar o insuperavel... fingindo ser o q n se eh... mas ha uma certeza: melhor ser vc sdo q ser falsificada...
otima poesia...
bjo
http://paulakarines.blogspot.com/

ONG ALERTA disse...

Vivendo com sabedoria, beijo Lisette.

Queremos falar de música! disse...

Que texto bacana Myh! [pode chamar assim?]
Amei sua nova foto do perfil :D

Ótima semana querida!
;*
Marina

Talles Azigon disse...

ah minha querida meu coração ferve ao ler-te, pois vejo que não abandonastes a poesia, não abandone pois você tem luz, tem vida no que escreve, é intimista, é sedutor, eu amei amei e amei

lolipop disse...

Querida MI!
Passei com saudades...pra te desejar bom Domingo!
TERNURAS
BEIJINHOS

lolipop disse...

Li outra vez o texto e ainda gostei mais dele...
Não pare de escrever!!!!!!

lolipop disse...

Só agora vi o post anterior. Deixei comentário e mil desculpas.
Beijoossssssssssssssssssssssssssssss

Nilce disse...

Que saudades de você menina.
Delícia ler um comentário seu.
Hoje ainda fui lá no outro blog, mas na correria nem deixei comentário.
Manda de vez em quando nem que seja um alô, tá?

Adoro você!

Bjs no coração!

Nilce

Lívs. disse...

nossa, que poeminha bonito!
gostei do seu blog, estou a seguir-te.
abraços!

Lívia Inácio disse...

Parece que somos mesmo bem parecidas. =)

Beijinhos***

Lupo disse...

Poxa, tempinho já que não escreve! Não estou cobrando, só estou com vontade de te ler. Sei que tem posts mais antigos... Mas faz um post novo, faz? Please!!!! (fazendo carinha de cachorro pidão!)

Bjk!

Angélica Lins disse...

Gostei muito da tua escrita. Cheguei aqui através do Talles Azigon.
Comecei a seguir-te aqui e no Twitter.

Abraços

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Minha querida amiga poetisa Michelle
vim deixar um grande abraço e aproveito pra te desejar um excelente natal pra vc e os seus, com mta paz, amor e fraternidade.
E que o novo ano de 2011 seja um ano muito bom!

Postar um comentário